O PODER DA FÉ
"De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus"
Rm 10-17

Artigos em PDF

Criamos arquivos em PDF de nossos artigos para que você possa ler, baixar ou compartilhar. Acreditamos que esses artigos poderão ajudar em muito seu crescimento cristão.

Cadastre-se

Informe aqui seu email e receba notificações de novos artigos em nosso site.


Informe o que você procura:

Jesus Cristo Não Era Falho?

Domingo, 20 de Maio de 2012

Jesus de Nazaré era um ser humano. Desde que os seres humanos têm conhecimento limitado, isto não significa que Jesus era também limitado? Não devemos descartar Suas declarações como sendo condicionadas pela sua própria época? Ele disse coisas magníficas; mas, por que deveríamos aceitar sua palavra, vendo que era humano?

Perguntas como essas muitas vezes surgem quando falamos sobre a pessoa de Jesus Cristo. As pessoas apontam para as declarações de Jesus, a fim de mostrar que Ele ignorava certas coisas.

Quando foi perguntado a Jesus sobre a data de sua volta, Ele respondeu: "Mas a respeito daquele dia ou da hora ninguém sabe; nem os anjos no céu, nem o Filho, senão somente o Pai" (Marcos 13.32).

Certa vez, quando cercado por uma multidão, alguém tocou Jesus. Ele voltou-se para a multidão depois disso e perguntou: "Quem me tocou nas vestes?"(Marcos 5.30), revelando assim uma suposta ignorância. Além disso, Ele fazia perguntas às pessoas "Qual é o teu nome?"(Marcos 5.9). "Quantos pães tendes?" (Marcos 6.38).

Essas passagens revelam que Jesus não sabia certas coisas, dizem os céticos. Por que acreditar, então, em qualquer uma de suas declarações?

Mas à pergunta acima "Jesus Cristo Não Era Falho?", o Novo Testamento responde com um sonoro NÃO!

É preciso lembrar que Jesus possuía duas naturezas, uma humana e outra divina. Como homem, havia coisas que Ele ignorava. Mas, como Deus, possuía todo conhecimento.

Jesus não foi alguém que se esforçou para elevar-se à posição de Deus. Pelo contrário, Ele era Deus condescendendo em rebaixar-se até a humanidade. Filipenses 2.5-11 declara que, como Deus, Jesus decidiu desistir do exercício independente de certos atributos que eram seus por direito. Como homem, confiava totalmente em Deus Pai e viveu uma vida perfeita, irrepreensível.

Embora continuasse sendo Deus aqui na terra, pôs de lado voluntariamente certos direitos que possuía. Não há qualquer indício de que suas declarações - quer teológicas, históricas, ou de outra natureza - fossem, de algum modo, falíveis.

Jesus sempre falou a verdade. Quando disse que não sabia algo, deixou que percebêssemos isso. Desde que Ele nos informou quando não sabia algo, podemos naturalmente supor que declarou isso porque tinha real conhecimento dessa realidade. O fato de Jesus ter admitido que não sabia certas coisas, deixa-nos ainda mais seguros em relação às declarações que fez sem qualificá-las.

Devemos nos lembrar também de que algumas das perguntas de Jesus como em João 6.5 e Marcos 6.38, não visavam que Ele mesmo obtivesse informação, como se não soubesse a resposta, mas visavam provocar os ouvintes a darem sua própria resposta, desde que esta cooperasse para o bem deles.

Isto se assemelha, em geral, às perguntas de Deus no Antigo Testamento (como em Gênesis capítulo 3): "Onde estás?" etc. Tais perguntas não foram feitas para informação dEle, mas por causa das pessoas envolvidas, que poderiam ser de algum modo ajudadas; ou, eram simplesmente retóricas. Ademais, como ser humano, Jesus possuía conhecimento que superava o normal. Ele viu Natanael debaixo da figueira, embora não estivesse a uma distância visível (João 1.48). Surpreendeu a mulher samaritana, revelando uma informação sobre a vida particular dela (João 4.18-19).

Jesus sabia antecipadamente quem iria traí-lo (João 6.64). Já tinha conhecimento da morte de Lázaro antes que lhe dissessem (João 11.14), e da sua crucificação e ressurreição antes de elas ocorrerem (Marcos 8.31; 9.31). Jesus demonstrou um conhecimento sobrenatural da localização dos peixes no mar (Lucas 5.4).

Não existe indicação nenhuma no registro do evangelho de que a finitude de Jesus prejudicasse seu ministério ou ensino. Quaisquer que fossem as limitações de seu conhecimento, este era vastamente superior ao dos homens normais e completamente adequado para a sua missão e ensino doutrinário.

A Bíblia esclarece também que Jesus é a autoridade final em todos os assuntos de que tratou. Os indivíduos serão julgados com base naquilo que fizerem com as palavras desse Jesus.

Ele disse: "Quem me rejeita e não recebe as minhas palavras tem quem o julgue, a própria palavra que tenho proferido, essa o julgará no último dia" (João 12.48).
A palavra de Jesus é um alicerce firme. Nossas vidas precisam apoiar-se nela. "Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica, será comparado a um homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha" (Mateus 7.24).

Suas palavras são eternas: "Passará o céu e a terra, porém as minha palavras não passarão" (Mateus 24.35).
Mesmo com essas poucas declarações, fica claro que qualquer limitação humana a que Jesus estivesse sujeito não se refletia em suas declarações teológicas e ensinamentos. Não se pode usar isto como uma desculpa viável para rejeitar a finalidade das afirmações de Jesus. Ele demonstrou o fato de possuir autoridade para reivindicar infabilidade ao voltar dentre os mortos no terceiro dia.

Embora Jesus fosse verdadeiramente Deus, Ele também era verdadeiramente homem. Poderíamos ainda dizer que Ele era tão humano como se jamais fosse Deus, e era tão divino como se jamais fosse homem.

Jesus foi o Deus-homem.

Agora, fica a cargo de cada indivíduo decidir se vai construir sua casa sobre a rocha ou sobre a areia.

http://oblogdoadail.blogspot.com.br/


Artigos em Ordem Alfabética

A Aparição Gloriosa806A Bíblia e o Espelho819A Bomba Atômica de Deus853A Candeia do Corpo é o Olho841A Ceia do Senhor797A Conspiração da Páscoa809A Esperança do Servo de Deus923A Fé Cristã495A Grande Diferença798A Igreja Não É Israel797A Importância da Doutrina da Trindade813A Inocência Perdida752A Oração Eficaz909A Pérola de Grande Valor744A Questão do Sábado779A Ressurreição Corporal de Jesus e a Doutrina da Reencarnação798A Sincera Dependência de Deus767A Trindade e a Lógica Humana362A Verdadeira Paz777A Volta de Cristo782A Volta de Jesus 836Abra a Boca942Adoração Verdadeira!722Ajuda? Só de Deus809Ânimo Em Meio às Aflições778Anjos754Apelo à Suprema Corte dos Céus733Aquele Que Faz a Vontade de Deus847Arrependimento e Remorso São Duas Coisas Diferentes782As Rezas Portáteis e o Agnus Dei1422Bênçãos Duradouras 802Carnaval - Caminho dos Tolos745Chamando Todos Os Pecadores748Como Detectar Uma Heresia766Como Estudar a Sua Bíblia841Como Nós Conhecemos a Deus?730Compromisso Com Deus969Confirme a Sua Reserva750Conhecimento da Verdade743Crescimento da Igreja e Salvação746Cristão Não Sofre843Cristianismo Apóstata755Cristo No Antigo Testamento773Críticas Ou Calúnias?744De Quem é a Terra Prometida?785Depressão: Como Sair?794Desobediência918Deus Age Na Nossa Fraqueza746Deus Em Tudo e Em Lugar Nenhum773Deus Manda, o Diabo Obedece331Deus Não É Mudo!757Deus, Irrelevante? Acredite, Se Quiser!743Deus, Os Sábios, e Estadistas749Dificuldades733Dízimos868Drogas, Uma Opção?773E Quando Deus Não Atende Nossa Oração?3798Encontrando Um Parceiro Ideal Para o Casamento754Enviados Para Iluminar761Erro Trágico756Eternamente Protegidos!707Eu Creio Em Milagres741Evidências do Novo Nascimento809Feiticeiros Na Igreja?815Filhos: Honra Teu Pai e Tua Mãe778Fui Comprado Por Jesus, e Você?733Guardemos Nossa Boca762Guiados Pelo Espírito Santo758Haja Paciência!762Igrejas Velhas Não Valem Nada761Imundície781Insatisfeito Com Sua Igreja?754Jejum, Uma Benção!764Jerusalém, a Cidade de Deus805Jerusalém, o Centro da Terra800Jesus Cristo Não Era Falho?737Jesus é o Santo Para Todos Os Problemas826Jesus, Nomes e Títulos751Jesus, Reencarnação de Davi?797Jonas, Verdade Ou Utopia?795Lágrimas782Lar Cristão: Marido e Mulher751Lave o Rosto753Loucos Por Dinheiro781Louvando a Deus Na Adversidade756Maldição Hereditária818Maomé X Jesus808Meios de Salvação775Não Zombe do Inferno781No Esconderijo do Altíssimo!745Nós e Os Ramos747Nova Era - o Velho Canto da Sereia769O Abc e Xyz da Salvação812O Batismo750O Céu e o Inferno741O Céu É Real750O Dízimo É Bíblico Ou Não?758O Dom do Espírito Santo734O Grande Mandamento, o Amor!767O Incompreensível Amor de Deus737O Movimento de Crescimento de Igrejas763O Não Querido das Nações745O Novo Nascimento Em Cristo748O Ocultismo Não Vem de Deus773O Olhar Perfurante de Jesus1231O Paraíso Será Restaurado750O Plano Divino da Salvação322O Que Fazer Quando Não Sei o Que Fazer?756O Que Fazer Quando Nossos Projetos Falham?446O Sofrimento de Cada Dia744O Valor do Perdão768Olhe Para Jesus Cristo Para Ser Salvo783OraÇÃo, Falar Com Deus!754Orai Sem Cessar877Os Crentes e a Grande Tribulação774Os Illuminati e a Nova Ordem Mundial751Palmeiras Ao Vento755Pare de Lutar Com Deus751Pecado e Perdão773Piercing e Tatuagem 858Por Que Celebramos a Páscoa?743Por Que Deus Justo e Perfeito Permite a Morte de Criancinhas e Tantas Mazelas No Mundo?735Por Que Os Judeus Não Receberam Jesus?758Por Que Somos a Última Geração822Por Que Tanto Ódio Aos Judeus?753Por Que Tanto Sofrimento?788Por Que Um Deus Bom Permite a Doença e a Dor?744Problemas Financeiros: a Solução734Protelar Por Que?747Quando768Quando a Sua Religião Se Torna Inútil417Que Deus Tremendo!754Que Livro Maravilhoso771Quebra de Maldição766Quem Será o Cruel Anticristo?719Raízes Profundas709Religião É Um Barco Furado749Religiões - Conheça a Verdade736Religiões: É Tudo Parecido?742Remissão dos Pecados769Ressurgir do Pó733Sepulcros Caiados741Ser Cristão704Será Que o Espiritismo é Bíblico?767Sinais726Sinais do Fim749Sinceridade Não Basta718Sintonize750Sob a Lei e Em Cristo783Sola Scriptura - Somente As Escrituras751Subir Ao Monte745Temos de Pregar Para Os Mortos748Três Ausências Que Conspiram Contra o Sucesso 759Tsedaká753Um Best-seller de Bênçãos!766Um Coração Apto Para Deus735Um Exemplo Ante o Sofrimento754Um Seguro de Vida Gratuito780Uma Mulher Vestida de Sol828Você Não Sabe o Que Está Perdendo743